6 passos para tirar total na proposta de intervenção do ENEM

Roberta Rinaldi Dicas de Redação

A competência 5 do ENEM diz respeito à proposta de intervenção para os problemas discutidos no texto. É uma parte importante e compreende 20% da nota total da redação. Se você souber elaborar a conclusão adequadamente, poderá garantir facilmente os 200 pontos. Por isso, fique atento às dicas a seguir e saiba como fazer uma boa proposta!

O ideal é que sua proposta de intervenção venha no último parágrafo e ocupe mais ou menos 6 linhas. Ao avaliá-la, o corretor irá observar se você:

  • REAFIRMOU SUA TESE NO INÍCIO DO PARÁGRAFO DE CONCLUSÃO

É inadequado já começar o parágrafo com a proposta de intervenção. Contextualize que você está concluindo a ideia geral do texto por meio de uma retomada de tese. Não se trata de repeti-la, mas sim reafirmá-la. A retomada é importante para demonstrar que você sabe fazer o bom encadeamento das ideias em toda a redação.  Mas, atenção: seja breve.

  • DETALHOU BEM A PROPOSTA

Você deve levar em conta que há um espaço limitado e que tudo o que for apresentado como problema na sua argumentação deve ser resolvido no final. Organize-se para conseguir ser completo: apresentar QUEM irá resolver o problema, DE QUE FORMA isso será feito e PARA QUAL PROPÓSITO.

  • DIVIDIU AS RESPONSABILIDADES

 É próprio do senso comum responsabilizar exclusivamente o governo na proposta. O ideal é que você atribua responsabilidades sociais. Grave o macete: GOMIFES > Governo, ONGs, Mídia, Indivíduo, Família, Escola e Sociedade. Escolha o agente mais adequado para resolver a situação-problema e estabeleça, por exemplo, parcerias entre eles. Ex.: Governo e mídia… Família e Escola…

  •  APRESENTOU SOLUÇÕES VIÁVEIS

 É realmente possível colocar em prática sua proposta? Se sim, ela é viável. Não dê soluções fantasiosas, lembre-se de que o Enem não espera uma solução inovadora desde 2013. Além disso, observe se o agente escolhido é, de fato, capaz de intervir na situação. Você pode, inclusive, aprimorar uma proposta já existente, como o governo ampliar leis já em vigor ou a mídia divulgar assiduamente campanhas já veiculadas sobre determinado assunto, por exemplo.

  • RESPEITOU OS DIREITOS HUMANOS

Desrespeitar os Direitos Humanos é um erro comum e que pode levar o candidato à nota zero. Todo cidadão tem direito à igualdade, à livre manifestação religiosa, entre outros. Portanto, não dê propostas que vão contra esses direitos e cuidado com as expressões tendenciosas que incitam à violência. Observe alguns trechos de propostas que receberam nota zero na redação no Enem 2015 pelo Inep:

“ser massacrado na cadeia”;

“deve sofrer os mesmos danos causados à vítima, não em todas as situações, mas em algumas ou até mesmo a pena de morte”;

“fazer sofrer da mesma forma a pessoa que comete esse crime”;

“deveria ser feita a mesma coisa com esses marginais”;

“as mulheres fazerem justiça com as próprias mãos”;

“merecem apodrecer na cadeia”;

“muitos dizem […] devem ser castrados, seria uma boa ideia”.

  • FINALIZOU O TEXTO

 A redação não deve acabar “do nada”. Elabore um período breve e objetivo que dê fechamento às ideias Não use frases de efeito e evite linguagem que remeta ao sentimentalismo, por exemplo: “Com tais medidas será possível, por fim, salvar as crianças de situações lamentáveis como essas.” A ideia de que a sua proposta irá salvar as crianças é um tanto utópica e você não pode garantir isso. Portanto, evite.

É comum surgirem muitas ideias para resolver o problema. Por isso, seja criterioso e opte por descrever a intervenção que melhor se aplica aos problemas.

Comece a praticar! Clique aqui e escolha temas para produzir. 🙂

Até a próxima!

Vamos debater sobre?