Como será avaliada a sua prova de redação?

Carla Gobb Dicas de Redação

O Ministério da Educação (MEC) e do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) elaboraram a Cartilha do Participante para a redação do ENEM 2016. O objetivo da cartilha é deixar os critérios de avaliação mais transparentes e indicar o que é esperado dos estudantes.

Fizemos um resumo para vocês. Vem ver! 😉 

O que é esperado do estudante na prova de redação?

É exigido do estudante a produção de um texto em prosa, do tipo dissertativo-argumentativo, sobre um tema de ordem social, científica, cultural ou política. Na redação, o estudante deverá defender uma tese (que é a opinião a respeito do tema proposto), por meio de argumentos sólidos. Além disso, o texto deve ser estruturado, ou seja, ter coerência e coesão.
O texto deve ser redigido de acordo com a modalidade da escrita formal da Língua Portuguesa e, no final, o estudante deve elaborar uma proposta de intervenção social para o problema. A proposta deve respeitar os direitos humanos.

Como será avaliado?

Na prova de redação do ENEM são avaliadas cinco competências:
Competência 1: Demonstrar domínio da modalidade escrita formal da Língua Portuguesa.
Competência 2: Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo em prosa.
Competência 3: Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.
Competência 4: Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.
Competência 5: Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.
A prova é corrigida por 2 professores e cada competência é avaliada com nota entre 0 (zero) e 200 pontos. A soma dessas notas compõe a nota total de cada avaliador, que equivale a 1000 pontos. A nota final do participante é a média aritmética das notas totais atribuídas pelos dois avaliadores.

O que é discrepância?

Quando há divergência de notas atribuídas pelos avaliadores, considera-se discrepância. Isso ocorre quando:
• As notas diferirem, no total, em mais de 100 pontos;
• A diferença for maior a 80 pontos em qualquer uma das competências.

Acordo ortográfico

Na primeira competência é avaliada o domínio dos estudantes na modalidade escrita formal da Língua Portuguesa e isso inclui as regras do novo Acordo Ortográfico, que entrou em vigência no dia 1º de janeiro de 2016.

Quais motivos para zerar a redação?

1) Fuga ao tema;
2) Não redigir texto dissertativo-argumentativo;
3) Escrever até 7 linhas;
4) Cópia de texto motivador;
5) Impropérios, desenhos e outras formas propositais de anulação;
6) Parte deliberadamente desconectada do tema proposto;
7) Desrespeito aos direitos humanos;
8) Folha de redação em branco, mesmo que haja texto escrito na folha de rascunho. 

Direitos Humanos

Os estudantes que não respeitarem os direitos humanos terão a redação zerada. Mas como isso é avaliado?
É considerado desrespeito aos direitos humanos qualquer proposta de intervenção que incite a violência. Propostas que defendam a “justiça com as próprias mãos”, por exemplo, ferem os direitos humanos e a redação é zerada. A punição deve ser administrada pelo Estado e não por uma ação individual.
Veja exemplo de propostas de intervenção que receberam nota 0 (zero) na prova de 2015 (A persistência da violência contra a mulher):

• “ser massacrado na cadeia”;
• “deve sofrer os mesmos danos causados à vítima, não em todas as situações, mas em algumas ou até mesmo a pena de morte”;
• “fazer sofrer da mesma forma a pessoa que comete esse crime”;
• “deveria ser feita a mesma coisa com esses marginais”;
• “as mulheres fazerem justiça com as próprias mãos”;
• “merecem apodrecer na cadeia”;
• “muitos dizem […] devem ser castrados, seria uma boa ideia”.

Fique atento! Bons estudos!

Vamos debater sobre?