Prouni – Como funciona

Carla Gobb Notícias

Com o objetivo de ampliar o acesso ao ensino superior para todo e qualquer cidadão, o Governo Federal criou, em 2004, o Prouni (Programa Universidade Para Todos). Neste sistema, alunos que desejam cursar uma faculdade particular, mas não têm condições de arcar com os custos da mensalidade, poderão concorrer a bolsas, integrais ou parciais! Veja como funciona:

  • O Prouni contempla candidatos que tiverem cursado o Ensino Médio em escola pública ou que foram bolsistas integrais de escolas privadas.
  • Para receber uma bolsa integral, ou seja, o governo pagar 100% da mensalidade durante o curso, o candidato deve comprovar que a renda familiar, por pessoa, não passa de até 1,5 salários mínimos.
  • O programa presta auxílio a pessoas com deficiência e define política de cotas para negros, pardos e índios.
  • Para aqueles cuja renda é de até 3 salários mínimos por pessoa, é possível concorrer à assistência parcial, ou seja, o governo paga 50% da mensalidade!
  • O Prouni utiliza a nota do Enem do candidato, que deve ter obtido média geral de no mínimo 450 pontos e não pode ter zerado a redação.
  • Assim como no Sisu (leia AQUI como funciona), o Prouni dá a possibilidade de tentar concorrer a uma vaga colocando duas opções no sistema. O sistema atualiza durante o período de inscrição para que o candidato acompanhe seu desempenho entre os concorrentes. Caso precise, é possível mudar a opção ao longo do processo.
  • Para ter acesso, o sistema solicitará o número do CPF, além da inscrição e senha do Enem mais recente.
  • Um questionário socioeconômico deverá ser preenchido, e as respostas serão todas averiguadas posteriormente. O sistema é rígido, pois só concederá a bolsa aos candidatos comprovadamente necessitados.
  • Uma dica importante é separar os documentos comprobatórios solicitados pelo programa com antecedência, para não correr o risco de perder os prazos e, consequentemente, a vaga!
  • Pessoas que já estão cursando uma faculdade privada e se adéquam aos critérios citados acima também podem tentar a bolsa do Prouni, desde que façam o Enem mais recente para submeter a nota.
  • O aluno que receber uma bolsa parcial poderá solicitar junto ao Fies o financiamento da metade do custo não contemplado para ser pago quando formar. (Entenda AQUI)
  • Depois de conseguir a vaga e matricular-se efetivamente na faculdade, o aluno deverá, então, garantir um desempenho satisfatório. Em cada período ele deve ser aprovado em no mínimo 75% das disciplinas em curso para não perder o benefício. Portanto, dedicação é primordial!
  • Alunos cuja bolsa é integral em cursos presenciais de no mínimo 6 períodos e com carga horária igual ou superior a 6 horas diárias também recebem uma ajuda de custo para arcar com as despesas com materiais, transporte e alimentação.

O Prouni é um programa assistencial muito relevante, que proporciona aos cidadãos de baixa renda a possibilidade de continuar investindo na formação educacional!

Visite o portal prouniportal.mec.gov.br para saber mais informações e garantir sua participação no processo! Até a próxima 😉

Vamos debater sobre?